5 Razões para manter uma Infraestrutura Tecnológica atualizada

5 razões para manter uma Infraestrutura Tecnológica atualizada

Quando uma organização pensa na atualização da sua infraestrutura tecnológica, quase sempre, surgem questões acerca dos custos (monetários) a considerar para que isso seja possível.

Não obstante, as organizações devem encarar a renovação da sua infraestrutura TI como algo muito além de uma questão económica, pois questões de segurança, produtividade e satisfação dos colaboradores também devem contar para a tomada de decisão.

Para além disso, uma infraestrutura tecnológica antiquada e desatualizada levanta alguns problemas, como por exemplo o tempo dispensado em tarefas manuais ou uma experiência de utilização inadequada comparativamente com sistemas mais atuais.

Ainda assim, não é fácil tomar esta decisão? Apresentamos 5 fatores críticos que deve considerar para atualizar a infraestrutura tecnológica do seu negócio.

 

  1. Manutenção da segurança da informação

Uma das formas mais simples de invadir a rede uma empresa é procurar vulnerabilidades conhecidas. Quanto mais desatualizada a infraestrutura tecnológica, mais falhas são conhecidas e exploradas facilmente. Desta forma, manter os softwares atualizados é a primeira medida a ser adotada para proteger os dados da empresa. Por si só, este motivo já é suficiente para justificar manter a infraestrutura de TI atualizada.

  1. Suporte do fabricante e compatibilidade com aplicações e sistemas

Os softwares de terceiros têm um calendário bem definido de lançamento e descontinuação das versões definidas e divulgadas. Quando a versão é descontinuada, normalmente não há mais suporte e correção de bugs; adquirir um suporte estendido acaba por ficar bem mais caro. O mesmo de adequa ao hardware. Normalmente, depois de 5 anos de uso não há mais suporte por parte do fabricante.

Os softwares especializados (ERP, e-Commerce etc.) evoluem diariamente, e utilizam componentes de terceiros (base de dados, sistema operativo, componentes web) para entrega do serviço final. Estes componentes também evoluem e trazem novas funcionalidades que os softwares especialistas utilizam. É muito comum as empresas descobrirem que o seu Oracle ou Windows está desatualizado e que o seu ERP não suporta mais determinada versão. A partir desse momento é uma correria para adquirir licenças e proceder às atualizações. Isto pode gerar uma série de problemas com entregas e atrasar projetos da empresa.

  1. Backup e restauração

Quanto mais antigo é um software, mais difícil é fazer a sua recuperação no caso de ocorrer um incidente grave. Caso seja perdida informação, uma estrutura antiquada irá prejudicar muito o processo e o tempo de recuperação.

  1. Os colaboradores ficam mais satisfeitos e interessados

Ao proporcionar ferramentas de trabalho mais atualizadas aos seus colaboradores, ajuda-os nas suas tarefas diárias e elimina as frustrações relacionadas com a utilização de ferramentas desatualizadas. Colaboradores mais felizes são mais eficientes no desempenho das suas tarefas.

  1. Maior disponibilidade e mobilidade

A infraestrutura torna-se mais estável, e desta forma com maior disponibilidade. Uma infraestrutura TI atualizada tem menos paragens não programadas, pois as atualizações são feitas proativamente, sem que seja necessário ocorrer um incidente para tomar uma ação.

As novas infraestruturas tecnológicas contemplam ainda a utilização das aplicações em dispositivos móveis. A forma como trabalhamos mudou, sendo essencial disponibilizar informação em qualquer local e a qualquer hora, algo que é quase impossível com sistemas mais antigos.

 

Uma infraestrutura tecnológica atualizada é fundamental para gerir um negócio de forma eficiente, permitir o seu crescimento e aumentar a produtividade dos colaboradores. Ainda que à primeira vista, este processo pareça dispendioso, a verdade é que se a atualização for bem pensada e estruturada, os benefícios serão elevados.

A sua organização está a evoluir ao mesmo tempo que ocorre a atualização da estrutura tecnológica? Se necessitar de um parceiro tecnológico para a atualização da infraestrutura TI do seu negócio, conte com o apoio dos especialistas da Vimaponto.


Lançamento da V3 do VMP Plan: Software de Gestão e Controlo da Produção

Lançamento da V3 do VMP Plan: Software de Gestão e Controlo da Produção

🟢 Com a 𝐕𝟑 do 𝐕𝐌𝐏 𝐏𝐥𝐚𝐧 dê luz verde à melhoria dos processos de Gestão da sua linha de Produção!

No vasto portfólio da Vimaponto, destaca-se a nova versão do VMP Plan, a v3, uma Solução de Gestão e Controlo de Produção. Este software, acompanhando a evolução tecnológica, permite às empresas digitalizar todos os seus processos produtivos, posicionando-se como o seu parceiro ideal para que possa automatizar todos os processos da sua indústria.

𝐍𝐎𝐕𝐈𝐃𝐀𝐃𝐄𝐒

Experiência de Utilizador Melhorada:
– Novo Aspeto Estilo Office
– Moderno e Renovado Look & Feel (Escolha de Temas, Interatividade de Grelhas, etc.)
– Exploração Avançada de Gráficos Analíticos

Melhorias Funcionais:
– Criação Agilizada de Artigos e Fichas Técnicas mais intuitiva
– Gestão Documental Drag & Drop
– Planeamento Gráfico e Controlo da Produção

Novos Módulos:
– Controlo de Qualidade
– Gestão de Processos (Protótipos e Amostras e Reclamação de Fornecedores)
– Gestão de Projetos

Principais Indústrias:
– Indústria Têxtil e Vestuário (ITV)
– Indústria Metalomecânica
– Indústria de Calçado
– Indústria de Cartão e Embalagens
– Outras

ASSISTIR AO VÍDEOSABER MAIS

Vantagens de um Software de Gestão Cloud

Porquê investir num Software de Gestão na Cloud?

☁️ A cloud é um dos resultados dos avanços tecnológicos registados nos últimos anos, desde a enorme evolução dos dispositivos ao emergir de novas linguagens de programação, em função das necessidades cada vez mais exigentes dos consumidores. Como consequência, as empresas também tiveram que se adaptar e passaram a trabalhar de forma completamente diferente com os seus clientes.

Assim, a competitividade de hoje em dia passa por obter informação de forma rápida, dotando os recursos humanos de ferramentas que lhes permitam aceder a dados em segundos, a partir de qualquer local.

Podemos afirmar que a rapidez é uma das grandes vantagens de dispor de um software de gestão na cloud. Mas destacamos outras vantagens:

  • Maior facilidade de gestão
  • Informação atualizada em tempo real
  • Baixo custo de implementação inicial
  • Simplicidade e velocidade de configuração
  • Segurança dos dados garantida
  • Elevada performance
  • Atualização permanente


Vimaponto na Pop Up Store Guimarães Marca

Entre os dias 12 de outubro e 7 de novembro a Vimaponto estará presente no espaço Guimarães Marca

A Vimaponto, empresa Guimarães Marca, é uma das maiores empresas regionais a atuar na área das Tecnologias de Informação e Comunicação. Este ano, a empresa comemora os seus 35 anos de existência, que se traduzem numa vasta experiência no desenvolvimento e implementação de sistemas de informação, vocacionados para o mercado empresarial.

Ao longo destes anos de atividade, já realizou mais de 200 projetos na área da indústria, com o objetivo de otimizar e aumentar a eficiência dos processos produtivos, comerciais e administrativos. Atualmente, conta com mais de 750 clientes ativos e mais de 50 colaboradores.

No seu vasto portfólio, destaca-se a nova versão do VMP Plan, a v3, uma Solução de Gestão e Controlo de Produção. Este software, made in Guimarães, acompanhando a evolução tecnológica permite às empresas digitalizar os seus processos produtivos, posicionando a Vimaponto como parceiro tecnológico de referência no setor industrial.

Efetuando um trajeto com foco na inovação, fiabilidade e sustentabilidade, a Vimaponto foi distinguida como empresa PME Excelência em 2014, 2019 e 2020.

Após 35 anos de excelência, continua a apresentar-se como parceiro tecnológico de confiança, mantendo o seu compromisso de continuar a apoiar o crescimento e modernização da indústria portuguesa.

🌐 Vimaponto

👨‍💻 VMP Plan

🌐 Guimarães Marca


Digitalização na Indústria em termos práticos

Digitalização na Indústria em termos práticos

Ao longo dos últimos tempos, o termo digitalização tem sido um dos tópicos mais abordados quando se fala das indústrias produtivas. No entanto, em termos práticos quais serão os benefícios e resultados esperados se digitalizar todos os processos, internos e externos, da sua indústria?

Benefícios da digitalização:
▪️ Aumento da produtividade
▪️ Processos mais rápidos e transparentes
▪️ Redução de custos
▪️ Diminuição de erros
▪️ Maior controlo sobre os processos

Resultados esperados:
Clientes mais satisfeitos e empresas mais sustentáveis.

▪️ Tem dúvidas por onde deve começar?
▪️ Não sabe quais são os processos mais críticos?
▪️ Reflete sobre o valor que terá que investir?
▪️ Ainda está reticente em relação ao abandono do papel?

Consulte-nos para que possamos esclarecer todas as duas dúvidas e guiá-lo ao longo deste processo.


Implementação de rede Wi-Fi no Município de Barcelos

Implementação de rede Wi-Fi Aruba no Município de Barcelos

𝓟𝓻𝓸𝓳𝓮𝓽𝓸: Implementação de rede Wi-Fi Aruba no Município de Barcelos
𝓞𝓫𝓳𝓮𝓽𝓲𝓿𝓸: Cobertura de locais turísticos

Na passada quinta-feira, 22 de julho, a equipa da Vimaponto implementou no Município de Barcelos dispositivos Aruba, com o objetivo de cobrir os locais turísticos da referida cidade com rede Wi-Fi. Este projeto, passou pela implementação de uma solução de gestão centralizada, tendo em vista uma maior acessibilidade dos utilizadores, assim como, uma maior facilidade nos processos de gestão da rede Wi-Fi por parte dos responsáveis do referido município.

As zonas abrangidas do município passam agora a disponibilizar um acesso à rede Wi-Fi com a qualidade garantida pelos dispositivos Aruba.


Tendências emergentes na indústria produtiva

Tendências emergentes na indústria de produção

Tendências emergentes na indústria produtiva

Tendências emergentes na indústria de produção

A pandemia que vivemos veio acelerar a evolução da indústria, e as adaptações forçadas por este contexto aceleraram tendências que serão evidentes ao longo dos próximos anos neste setor. 🏭
  • Tecnologias digitais como elemento crucial para enfrentar interrupções futuras

A aprendizagem retirada dos impactos da pandemia é fundamental. Assim sendo, as indústrias devem implementar sistemas que permitam contornar eventuais interrupções, contando para tal com o elemento facilitador que as tecnologias digitais podem trazer.

  • Aumentar a resiliência através dos investimentos digitais

Tais investimentos podem ser um grande suporte para enfrentar os desafios contínuos de gestão. Investir, por exemplo, em sensores e machine learning para as linhas de produção, como forma de prevenção ou até mesmo correção dos problemas antes que os mesmos aconteçam.

  • Agilidade da força de trabalho como uma necessidade

Os impactos das mudanças recentes obrigaram os líderes da força de produção a repensar. Aprimorar e desenvolver novas competências para dar resposta aos ambientes de trabalho em evolução (automação, digitalização e remoto), este é um dos principais desafios na gestão do trabalho e dos trabalhadores.

A VIMAPONTO desenvolve e implementa soluções específicas para o setor industrial, com tecnologia preparada para dar resposta aos desafios atuais e aos que estão por vir.


Indícios de que está na hora de investir num ERP

Indícios de que deve investir num ERP

O seu negócio está em crescimento? Então é provável que comece a sentir a necessidade de investir num sistema ERP. O investimento em tecnologia deve estar presente na realidade de todas as empresas, sobretudo as que se encontram em crescimento, porque a inovação nunca deve ser considerada como algo dispensável.

Assim sendo, são vários os sinais que deve ter em conta para perceber se a sua empresa já justifica o investimento num sistema ERP, seja ele o primeiro, ou a mudança para um novo paradigma. Com vários anos de experiência e um alargado know-how na implementação deste tipo de sistemas, e sabendo que esta análise e o processo de tomada de decisão podem ser difíceis, apresentamos-lhe vários indícios para o ajudar a perceber se está na hora de investir num ERP:

1 – Necessidade de uma maior organização de dados
Um sistema ERP pode ajudar a sua empresa a centralizar todos os relatórios, gerados pelas diferentes equipas, num só sistema. O software permite cruzar informações em tempo real e criar relatórios específicos para cada departamentos da sua empresa. Por exemplo, no caso de uma encomenda ser ativada, o setor de produção fica imediatamente a saber o que é necessário produzir.

2 – Dificuldades na gestão de stocks
Se está cansado de confirmar manualmente o seu stock e percebe que as quantidades nunca coincidem com a realidade, então chegou a hora de ter o seu ERP.

3 – Dados financeiros apresentam incompatibilidades
Com a utilização de um software de gestão na sua empresa, vai assegurar que todas as movimentações financeiras são automatizadas. Isto permite que a liquidação, transferências e encontro de contas, lançamento de pendentes, adiantamentos e outros movimentos de tesouraria sejam mais céleres. Para além disso, este tipo de procedimentos automatizados motiva a eliminação de erros e falhas na introdução de documentos, tornando os relatórios mais fidedignos.

4 – Perda do controlo sobre o seu negócio
Empresa em fase de crescimento é muitas vezes sinónimo de perda de controlo. Com o aumento do volume de negócios é fundamental nunca deixar de controlar os diferentes setores. Se já não consegue fazê-lo como gostaria, então significa que precisa urgentemente do auxílio de num software de gestão.

5 – Complexidade na geração de relatórios
A produção de relatórios é fundamental no processo de tomada de decisão de qualquer negócio. Precisa de ativar vários departamentos para fazê-lo e investe demasiado tempo a analisar e a inserir dados? Então, talvez a sua empresa necessite de um sistema ERP.

6 – Informação duplicada e/ou incoerente
Um sistema ERP vai permitir-lhe aceder mais facilmente a toda a informação atualizada e sem erros ou duplicados.

7 – Dificuldades de planeamento
Com a implementação de um ERP, ganhe acesso a informações arquivadas sobre o seu negócio relativas a períodos anteriores. Desta forma, poderá fazer projeções que lhe permitem tomar as decisões mais acertadas em prol do crescimento do seu negócio.

8 – Vendas e produção não batem certo
Não consegue gerir acertar o volume de produção com as vendas? Não raras vezes, é confrontado com problemas de falta de stock ou excedente de produção? Está na hora de optar por um sistema ERP, porque necessita de automatizar os processos e o planeamento da sua empresa.

9 – O sistema atual gera insatisfação nos colaboradores
Os seus colaboradores queixam-se constantemente que o sistema dá sempre os mesmos erros, é demasiado lento ou está desatualizado? Seria importante dar-lhes ouvidos, porque são eles que trabalham diariamente com o software. Optar por uma solução mais moderna e atualizada pode permitir aos seus funcionários serem mais produtivos e assertivos.


Plano de Contingência em TI: Assegurar a continuidade em caso de incidentes

Plano de Contingência em TI: Assegurar a continuidade em caso de incidentes

São inúmeros os casos em que os gestores estão tão ocupados em rentabilizar o negócio que se esquecem de antecipar possíveis episódios imprevistos, sejam eles derivados de ataques externos à segurança da informação, erros humanos internos, ou mesmo de catástrofes naturais.

A verdade é que qualquer um deles pode acontecer a qualquer momento e a continuidade do negócio ficar gravemente comprometida, com perdas incalculáveis. Se a capacidade de antecipação deve estar sempre presente na estratégia das organizações, a vários níveis, prevenir faz ainda mais sentido quando está em causa um cenário que assenta em recursos e tecnologias que, em caso de paragem, arrastam a sua empresa para uma inoperacionalidade total.

É possível a sua equipa operacionalizar estando um dia inteiro sem acesso aos sistemas que suportam a atividade? Já imaginou perder todos os dados do seu negócio e dos seus colaboradores? E ficar sem acesso às infraestruturas e dados durante dias?

Não, não acontece apenas aos outros! Veja alguns exemplos bem reais dos riscos a que todas as empresas estão sujeitas diariamente:

  • Vírus e malware (por exemplo, o ransomware que ataca os sistemas, bloqueia o acesso, e ainda lhe pedem um resgate para a reposição da normalidade)
  • Ataques de phishing
  • Falhas no hardware ou software (impedindo o uso por tempo indeterminado)
  • Falhas de energia (além de impedir o acesso, pode causar danos nos equipamentos e sistemas)
  • Inundações/incêndios/intempérie (destruição parcial ou total das infraestruturas e dos dados)

O seu plano de contingência em TI - seis passos fundamentais:

1. Faça um mapeamento das fragilidades da empresa – o plano deve ter bases concretas e incluir uma lista com vulnerabilidades perante possíveis ameaças e respetivas consequências. Desta forma, é mais fácil direcionar as ações a tomar para mitigar o impacto no negócio.

2. Defina estratégias – saiba o que fazer caso a caso – como cada sistema deve ser recuperado e acedido em caso de desastre (que software/aplicações são necessárias), quando e por quem.

3. Defina ações prioritárias – perante um ataque/desastre é extremamente importante que as ações sejam executadas por ordem de prioridade definida para que as operações de recuperação (dados, documentos e processos) assentem em primeiro lugar sobre as áreas mais criticas e vitais da empresa.

4. Faça testes – importante testar com regularidade e executar simulações para garantir os melhores resultados em situações reais. Não espere que algo aconteça para saber se o seu plano funciona ou não.

5. Faça a gestão da crise – desde o primeiro momento em que ocorra uma falha, a pessoa responsável pelo plano deve intervir para controlar a eficiente execução do plano e tomar as decisões necessárias.

6. Automatize processos – após cenários reais, as aprendizagens vão permitir que se aperfeiçoe o plano para responder a eventos futuros e criar dinâmicas cada vez mais ágeis.Com um plano devidamente estruturado, a existência de soluções de backup e disaster recovery, assim como pessoas bem informadas, será sempre muito mais fácil lidar com os problemas do que à primeira vista possa parecer.

A VIMAPONTO está preparada para apoiar a sua empresa nas mais variadas vertentes tecnológicas. Com vários anos de experiência no mercado, e um elevado know-how em infraestruturas de TI, encontrará na nossa equipa o parceiro certo para o seu negócio.


Faturação: Obrigatoriedade QR Code e ATCUD

Faturação: Obrigatoriedade QR Code e ATCUD

No passado dia 31 de dezembro foi publicado o Orçamento de Estado para 2021. Assim, foi confirmado o adiamento da obrigatoriedade da menção do QR Code nas faturas e documentos equivalentes para 1 de janeiro de 2022. No entanto, as empresas que adotarem o QR Code durante o ano de 2021 terão direito a um benefício fiscal, de acordo com o artigo 404º da Lei de Orçamento de Estado.

Este é um beneficio fiscal para efeitos de determinação do lucro tributável dos sujeitos passivos de IRC e dos sujeitos passivos de IRS com contabilidade organizada, que corresponde à majoração das despesas com a aquisição de bens e serviços para a implementação do QR Code e ATCUD:

• Em 140% dos gastos contabilizados, caso o sujeito passivo passe a incluir o QR Code em todas as faturas e outros documentos fiscalmente relevantes até ao final do primeiro trimestre de 2021;
• Em 130% dos gastos contabilizados, caso o sujeito passivo passe a incluir o QR Code em todas as faturas e outros documentos fiscalmente relevantes até ao final do primeiro semestre de 2021;
• Em 120% dos gastos contabilizados, caso o sujeito passivo passe a incluir o QR Code em todas as faturas e outros documentos fiscalmente relevantes até ao final do ano 2021.

Caso pretenda saber mais sobre o tema, deixamos o link para acesso ao documento publicado: